quinta-feira, 5 de maio de 2022

Entrega dos Prêmios e AGO

 Amigas e amigos do livro,


Temos a alegria de anunciar que este ano faremos a cerimônia de entrega dos Prêmios AEILIJ presencialmente! Como nas últimas edições a pandemia nos impediu os encontros, aproveitaremos para entregar os troféus aos vencedores dos anos de 19-20, 20-21 e 21-22.

Todos estão convidados para esse momento de celebração da LIJ!


Dia: 18 de junho, sábado, às 15h.

Local: Livraria NoveSete – Rua França Pinto, 97 – Vila Mariana, São Paulo.

Será tudo bem simples, pois a livraria ainda sugere o uso de máscaras – menos para as fotos!


Aproveitando a ocasião, convidamos os associados AEILIJ para comparecerem mais cedo, pois realizaremos antes da entrega dos prêmios uma Assembleia Geral, no mesmo local, às 14h, com primeira chamada às 12h e segunda chamada às 13h, sendo a terceira e definitiva às 14h. Como este não é ano de eleição, a ordem do dia será breve e dedicada à confraternização e às boas notícias. A convocação oficial será feita em breve, mas já podem guardar a data!


Contamos com a presença de todos os associados, autores de texto e imagem, editores, professores e amigos do livro.

Viva Literatura!


Diretoria AEILIJ



segunda-feira, 25 de abril de 2022

RESENHAS de todas as obras - vencedoras e finalistas - do V Prêmio AEILIJ de Literatura!

Nossos Jurados prepararam estas resenhas das obras mais pontuadas nesta edição do Prêmio. Boa leitura!


Texto Literário Infantil


Carona

Texto de Guilherme Karsten

Ilustrações de Guilherme Karsten

Editora Companhia das Letrinhas

Obra vencedora – Resenha de Lígia Menna

Carona é um daqueles livros encantadores que os adultos adoram ler para as crianças, que , por sua vez , adoram ver e ouvir repetidas e repetidas vezes. Nos moldes das narrativas acumulativas, em que a cada momento um novo personagem surge; com um boa dose de nonsense “ à lá” Edward Lear; com ricas ilustrações, em cores fortes e vibrantes e versos bem ritmados, Guilherme Karten compõe uma obra esteticamente rica e de pura diversão .



A África que você fala

Texto de Cláudio Fragata

Ilustrações de Maurício Negro

Editora Globo

Resenha de Mirna Pinsky

O texto lembra e celebra um dos pilares da brasilidade que é a origem africana e destaca palavras do nosso cotidiano em várias esferas, palavras provindas de idiomas africanos. Faz isso com todos os importantes elementos que facilitam a leitura de iniciantes: termos de seu universo, boa cadência e rimas, e lances de humor. Soma-se a isso o perfeito casamento do belo visual com o enredo todo em capitulares.



Os invisíveis

Texto de Tino Freitas

Ilustrações de Odilon Moraes

Editora Companhia das Letrinhas

Resenha de Lígia Menna

Nessa narrativa sensível e impecável, esteticamente rica e repleta de ritmo, texto e imagem em harmonia nos levam a refletir sobre a invisibilidade social, tema fraturante tratado com muita delicadeza para o público infantil. Tantos moradores de rua, refugiados, idosos, doentes... invisíveis aos olhos e ao coração de uma sociedade egoísta e cruel, não passam desapercebidos por um menino, cujo superpoder é ver, quando outros apenas olham. Mas há sempre uma esperança.



Só sei que foi assim

Texto de Fernanda de Oliveira

Ilustrações de J. Borges e Pablo Borges

Editora Melhoramentos

Resenha de Mirna Pinsky

A partir de canções populares, o texto, acompanhado de excelentes xilogravuras (ilustrações e vinhetas), seleciona um tema. O tema é desenvolvido, em seguida, num conto. O domínio de linguagem é sempre perfeito, inserido no universo vocabular do público-alvo, relatando uma história hilária, maluquinha por vezes e cheia de emoções.



Vidas de porcelana

Texto de Ana Rapha Nunes

Ilustrações de Ana Laura Alvarenga

Editora Duna Duetto

Resenha de Nelson de Oliveira

Mergulhadas numa atmosfera de prosa poética, mas constantemente tocaiadas pela pobreza, mãe e filha cultivam afetos e esperança, até o dia em que a filha faz um pedido quase impossível. Este belíssimo livro revela que uma vida de porcelana sempre traz esse perigo: de repente, tudo pode trincar e quebrar.



Texto Literário Juvenil


Ainda assim te quero bem

Texto de Caio Ritter e Penélope Martins

Editora do Brasil

Obra vencedora – Resenha de Mirna Pinsky

A partir de uma troca de correspondência, essa história sensível e tocante mostra uma mãe tentando construir um vínculo com a filha biológica, que foi criada pelo pai com sua nova família. O tom, tanto da mãe quanto da filha, é calibrado com esmero, prendendo o leitor e avançando com segurança e sem clichês no desvendamento dos acontecidos. Perspectiva feminista bem nos termos do Brasil de hoje e excelente construção da relação mãe-filha.



O caminho da escola

Texto de Raul Marques

Ilustrações de Bruna Assis Brasil

Editora Aletria

Resenha de Nelson de Oliveira

O autor nos oferece uma experiência ao mesmo tempo comovente e terrível, sobre os refugiados e a luta pela liberdade. Se o caminho da escola, para muitas crianças, sempre foi curto e pacífico, para outras ele pode se transformar numa extenuante aventura cheia de armadilhas, medo e morte.



Capitão Mimo

Texto de Alexandre Boide

Ilustrações de Tiago Lacerda

VR Editora

Resenha de Lígia Menna

Nessas memórias literárias, Alexandre Boide emociona seus leitores ao celebrar a amizade de Nico e seu pastor-alemão, Mimo(so), nome nada assustador para um cão de guarda. Muitos leitores adolescentes e adultos se identificarão com a infância de Nico, seu cotidiano na escola, o futebol com os amigos , as disputas de videogame , as brigas de rua e a forte ligação com seu cãozinho. Em um primeiro momento, pelo protagonista e pelas bem elaboradas ilustrações de Tiago Lacerda, pensamos ser um livro infantil, contudo, pelo tema sensível e a densidade de emoções, é adequado para o público juvenil e para todos que já tiveram um amigo cão para guardar na memória e no coração.



Medley ou os dias em que aprendi a voar

Texto de Keka Reis

Editora Plataforma 21

Resenha de Lígia Menna

Pela voz de Lola, uma campeã de natação de 15 anos, Keka Reis constrói, com muito talento, uma sensível e cativante história ambientada na década de 1990 em uma pequena cidade do interior, onde a adolescente passará suas férias sozinha, longe da mãe e do irmão, algo praticamente improvável nos dias atuais. A piscina é seu refúgio, o único lugar em que se sente inteira. Fora dela, é extremamente fechada, solitária e insegura e traz consigo muitas dúvidas e angústias, principalmente quanto à figura paterna. O leitor se emociona ao acompanhar sua jornada, suas descobertas e seu amadurecimento.



O Serviço de Entregas Monstruosas

Texto de Jim Anotsu

Ilustrações de Felipe Nero Cunha

Editora Intrínseca

Resenha de Nelson de Oliveira

São quatrocentas e tantas páginas de fantasia, suspense e humor, numa linguagem bem descontraída. O ficcionista e roteirista Jim Anotsu soube reunir fadas, faunos, bruxas, dragões e outras criaturas fantásticas num corre-corre aloprado cheio de brincadeiras metaficcionais.



Adaptação ou Reconto


A Bela e a Fera: um reconto

Texto de Sandra Trabuco Valenzuela

Ilustrações de Gabriel Pacheco

Editora nVersinhos

Obra vencedora - Resenha de Mirna Pinsky

Lindo relato do conto clássico, ornado com belíssimas figuras que remetem ao mundo em que o conto se originou. O texto é fluido, boa disposição de diálogos. O livro traz interessantes e importantes informações sobre origem, ilações e mensagem desse conto, aproximando assim o leitor dos primórdios e fontes da literatura e da escrita.



A Bela Adormecida do samba

Texto de Sonia Rosa

Ilustrações de Luciana Grether

Mazza Edições

Resenha de Nelson de Oliveira

A autora atualizada o famoso conto popular também recontado por Giambattista Basile, Charles Perrault, os Irmãos Grimm e outros, e faz isso de maneira exemplar. Nesta recente versão negro-afetiva, Bela é uma jovem passista, filha de uma Porta-Bandeira e um Mestre-Sala, no mágico carnaval carioca.



As roupas novas dos reis

Texto de José Roberto Torero e Marcus Aurelius Pimenta

Ilustrações de Daniel Araujo

Editora Companhia das Letrinhas

Resenha de Mirna Pinsky

Muito ágil, engraçado, irônico, crítico extrapolando para várias direções, o texto pede um visual que acompanhe tudo isso. E consegue plenamente. Ilustrações hilárias que farão o leitor sorrir ainda antes de se entranhar com o texto. Às vezes as ilustrações são algo enigmáticas e o leitor se verá inclinado a desvendar, correndo para o texto.



A serpente branca

Texto de Arievaldo Viana

Ilustrações de Jô Oliveira

Editora Globinho

Resenha de Nelson de Oliveira

O autor, poeta de cordel, adaptou com suavidade e maestria, em versos de sete sílabas (redondilha maior), o célebre conto popular recolhido pelos irmãos Grimm, no século dezenove, sobre o rapaz que conseguia compreender a fala dos animais. As ilustrações de Jô Oliveira, no estilo da xilogravura, reforçam o encanto do reconto.



A trapaça da serpente – um reconto popular africano

Texto de Sandra Bittencourt

Ilustrações de Denise Rochael

Editora Lê

Resenha de Lígia Menna

Os contos populares africanos, antes transmitidos oralmente por gerações, precisam ser mantidos, contados e recontados, como um verdadeiro patrimônio da humanidade. Silvia Bittencourt, talentosa contadora de histórias, apresenta ao público de todas as idades uma história que nos alerta que o mal, simbolizado pela serpente, é trapaceiro e fará de tudo para enganar e corromper as pessoas de “bom coração”, como a jovem desse reconto. As belas ilustrações de Denise Rochael , semelhantes a tatuagens tribais completam essa narrativa mágica, de dor e de esperança, pois :“Aquilo que está escrito em um filete d´água nada no mundo poderá apagar”



Conjunto de Ilustrações


A África que você fala

Texto de Cláudio Fragata

Ilustrações de Maurício Negro

Editora Globo

Obra vencedora – Resenha de Mirna Pinsky

O texto lembra e celebra um dos pilares da brasilidade que é a origem africana e destaca palavras do nosso cotidiano em várias esferas, palavras provindas de idiomas africanos. Faz isso com todos os importantes elementos que facilitam a leitura de iniciantes: termos de seu universo, boa cadência e rimas, e lances de humor. Soma-se a isso o perfeito casamento do belo visual com o enredo todo em capitulares.



Achou?

Texto de Aline Abreu

Ilustrações de Aline Abreu

Companhia das Letrinhas

Resenha de Lígia Menna

Achou? convida os pequenos leitores, e os adultos também, para uma prazerosa aventura lúdica em busca de animais diversos escondidos em paisagens compostas por traços delicados , uma variada paleta de cores aquareladas, ora suaves, ora mais vibrantes, com inusitados ursos e jacarés rosa; ou mesmo elefantes e folhagens azuis. A harmonia entre texto e imagem é primorosa, pois a cada pergunta sobre um animal, o leitor precisa aguçar seu olhar a procurá-lo, deparando-se com vários detalhes que enchem a vista. Um destaque especial para as formigas miudinhas que percorrem toda a narrativa de início ao fim.



Gualín

Texto de Gabriel o Pensador

Ilustrações de Gabriela Gil

Editora Melhoramentos

Resenha de Nelson de Oliveira

A ginga colorida de Gabriela Gil, meio caleidoscópica, brinca deliciosamente com a língua ao contrário (gualín) inventada pelo talentoso rapper brasileiro, que repete, agora em livro, a irreverência de suas canções. Aliás, a canção que acompanha o livro também é deliciosa.



As roupas novas dos reis

Texto de José Roberto Torero e Marcus Aurelius Pimenta

Ilustrações de Daniel Araujo

Editora Companhia das Letrinhas

Resenha de Mirna Pinsky

Muito ágil, engraçado, irônico, crítico extrapolando para várias direções, o texto pede um visual que acompanhe tudo isso. E consegue plenamente. Ilustrações hilárias que farão o leitor sorrir ainda antes de se entranhar com o texto. Às vezes as ilustrações são algo enigmáticas e o leitor se verá inclinado a desvendar, correndo para o texto.



Se...

Texto de Alessandra Pontes Roscoe

Ilustrações de Biry Sarkis

Editora Abacatte

Resenha de Mirna Pinsky

Engraçado, original, texto rimado e bem cadenciado, o livro reproduz perfeitamente tudo isso num visual criativo, misturando várias linguagens e universos. E a ideia do narrador em primeira “Se eu fosse inventor...” é tudo que um leitor iniciante precisa para se ligar nele. Assim, é muito apropriado, o texto todo ser em maiúsculas - facilita a leitura.


quinta-feira, 21 de abril de 2022

Vamos conhecer os JURADOS do V Prêmio AEILIJ de Literatura?

Nossos Jurados desta edição são fantásticos profissionais da área! 

Lígia Menna











Para começar, uma professora - mas uma superprofessora! Lígia Menna é Doutora em Letras na área de Estudos Comparados (FFLCH-USP), com foco em literatura infantil e juvenil. Pós-doutorado na mesma área. Docente do Curso de Letras da Universidade Paulista (UNIP). Docente colaboradora do Programa de Pós-Graduação do Curso de Letras da FFLCH-USP. Autora dos livros: A carnavalização na literatura Infantil (Giostri, 2017) e A literatura infantil além do livro (Bonecker, 2019).


Mirna Pinsky








Quem não conhece as obras infantis e juvenis dessa autora tão querida, que é associada AEILIJ? Mirna Pinsky nasceu e mora em São Paulo. É jornalista pela Cásper Líbero e mestre em Letras pela USP. Trabalha em editoras desde os anos 1980. Tem 49 livros publicados. Recebeu várias premiações e menções honrosas, entre eles dois prêmios Jabuti (1981 e 1995) e Melhor livro infantil de 2013 da ABL.


Nelson de Oliveira







O autor que brilha em suas múltiplas personalidades, Nelson de Oliveira, é escritor e coordenador de oficinas de criação literária. Publicou mais de vinte livros, entre eles Gigante pela própria natureza (romance, 2019, finalista do Prêmio Kindle de Literatura), Poeira: demônios e maldições (romance, 2010) e Algum lugar em parte alguma (contos, 2006). Dos prêmios que recebeu destacam-se o Casa de las Américas (duas vezes: em 1995 e 2011), o da Fundação Cultural da Bahia (1996), o da APCA (duas vezes: em 2001 e 2003) e o da Fundação Biblioteca Nacional (2007). Há dezoito anos mantém uma página mensal no jornal Rascunho, de Curitiba, intitulada Simetrias Dissonantes (http://rascunho.com.br)


segunda-feira, 18 de abril de 2022

Os VENCEDORES do V Prêmio AEILIJ de Literatura!

Amigas e amigos do Livro,

Chegamos a mais um Dia do Livro Infantil e Dia de Lobato, em que celebramos a

 maravilhosa produção brasileira de livros dedicados a crianças e jovens! Hoje,

 temos a alegria de anunciar os vencedores do V Prêmio AEILIJ de Literatura.

Eis aqui os títulos mais pontuados por nossos jurados:


* Categoria Texto Literário Infantil


Carona – Texto e Ilustrações de Guilherme Karsten

 Ed. Companhia das Letrinhas


* Categoria Texto Literário Juvenil


Ainda assim te quero bem – Texto de Caio Riter e Penélope Martins

 Ilustrações de Talita Nozomi – Editora do Brasil


* Categoria Conjunto de Ilustrações


A África que você fala – Texto de Cláudio Fragata – 

ilustrações de Maurício Negro – Ed. Globinho



* Categoria Adaptação ou Reconto

A Bela e a Fera – um reconto – Texto de Sandra Trabucco Valenzuela – 

Ilustrações de Gabriel Pacheco – Editora nVersinhos


Foi uma fase final muito disputada! Nossa homenagem aos autores vencedores, 

 também a  todos os talentos que participaram desta premiação. A qualidade

da produção brasileira de  LIJ só aumenta, ano a ano. Em 2022, uma

 boa notícia: finalmente conseguiremos fazer a entrega presencial  dos 

troféus  que a AEILIJ confeccionou para os quatro autores vencedores.

 Na  ocasião,  faremos  também a entrega dos troféus do III e do IV 

Prêmio  AEILIJ de  Literatura Infantil e Juvenil.  

Já os certificados de todos os finalistas  serão  enviados por e-mail.

Logo avisaremos data e  local da celebração; preparem-se  para a festa!


Viva Literatura!

Diretoria AEILIJ

sexta-feira, 18 de março de 2022

Os FINALISTAS do V Prêmio AEILIJ de Literatura!

Hoje temos a alegria de divulgar os Finalistas do V Prêmio AEILIJ de Literatura!


A edição deste ano contou com 278 obras inscritas; recebemos títulos de editoras e autores provenientes de
15 estados do Brasil, incluindo-se o DF. E, dada a qualidade das obras, não foi fácil para os jurados desta edição finalizarem a lista!

Seguem-se os FINALISTAS, em ordem alfabética e por categoria:


Categoria Texto Literário Infantil:


* A África que você fala – Texto de Cláudio Fragata – Editora Globo

* Carona – Texto de Guilherme Karsten – Companhia das Letrinhas

* Os Invisíveis – Texto de Tino Freitas – Companhia das Letrinhas

* Só Sei que Foi Assim… Vol l – Texto de Fernanda de Oliveira – Editora Melhoramentos

* Vidas de Porcelana – Texto de Ana Rapha Nunes – Duna Dueto Editora


Categoria Texto Literário Juvenil:


* Ainda assim te quero bem – Texto de Caio Riter e Penélope Martins – Editora Do Brasil

* Capitão Mimo – Texto de Alexandre Boide – VR Editora

* Medley – Texto de Keka Reis – VR Editora

* O caminho da escola – Texto de Raul Marques – Editora Aletria

* O Serviço de entregas monstruosas – Texto de Jim Anotsu – Editora Intrínseca


Categoria Adaptação ou Reconto:


* A Bela Adormecida do Samba – Texto de Sonia Rosa – Mazza Edições

* A Bela e a Fera: um reconto – Texto de Sandra Trabucco Valenzuela – Editora nVersinhos

* As roupas novas dos reis – Texto de José Roberto Torero – Companhia das Letrinhas

* A serpente branca – Texto de Arievaldo Viana – Editora Globo

* A Trapaça da Serpente – Texto de Sandra Bittencourt – Editora Lê


Categoria Conjunto de Ilustrações:


* A África que você fala – Ilustrações de Maurício Negro – Editora Globo

* Achou? – Ilustrações de Aline Abreu – Companhia das Letrinhas

* As roupas novas dos reis – Ilustrações de Daniel Araújo – Companhia das Letrinhas

* Gualín – Ilustrações de Gabriela Gil – Editora Melhoramentos

* Se… – Ilustrações de Biry Sarkis – Abacatte Editora


A AEILIJ parabeniza aos autores de texto e de imagem que participaram, a seus editores e a todos os profissionais envolvidos. Sabemos que as publicações de LIJ continuam sendo resistência em mais um ano tão difícil para os profissionais da Literatura.

Agora incia-se uma parte árdua do processo, para nosso Júri: escolher os quatro vencedores, entre tantas obras excelentes! O resultado final sairá em 18 de abril de 2022.


Viva Literatura!

Curadoria do IV Prêmio AEILIJ de Literatura

domingo, 20 de fevereiro de 2022

AGUARDEM! Logo divulgaremos os Finalistas!

Amigas e amigos do livro, nós, da Curadoria do prêmio AEILIJ, estamos na fase final do processo, em contato com os Jurados desta edição. Muitas obras lindas, de autores de todo o Brasil, um panorama sensacional da produção de LIJ, que dá orgulho de ver! Em 18 de março anunciaremos os Finalistas. Fiquem atentos aos nossos canais...

Viva Literatura!

quinta-feira, 30 de setembro de 2021

V PRÊMIO AEILIJ de LITERATURA: INSCRIÇÕES ABERTAS! Tire aqui suas dúvidas

 

V PRÊMIO AEILIJ de LITERATURA – 2021/2022


PERGUNTAS FREQUENTES


1. Que autores podem inscrever seus livros no Prêmio AEILIJ de Literatura?

* Autores maiores de 18 anos, que sejam brasileiros, ou que tenham residência no Brasil.


2. Que tipos de livros podem ser inscritos no Prêmio AEILIJ?

* Livros impressos, publicados em primeira edição nos anos de 2020 e 2021, escritos em língua portuguesa, por autores brasileiros/residentes no Brasil; e dedicados a leitores que sejam crianças ou jovens.


3. Quantas obras posso inscrever no prêmio?

* Quantas desejar; não há limite para as inscrições.


4. Qual o custo para inscrever minhas obras no Prêmio AEILIJ?

* A taxa de inscrição é de R$60,00 (sessenta reais) por inscrição.

IMPORTANTE: Caso seja associada(o) da AEILIJ, e esteja em dia com a Anuidade, a inscrição é gratuita.


5. Como fazer o pagamento da taxa de inscrição e comprovar para a AEILIJ?

O pagamento é feito através de depósito na conta da AEILIJ:


Associação de Escritores e Ilustradores de Literatura Infantil e Juvenil 
CNPJ: 03.374.569/0001-05

Conta Bancária: ITAÚ, banco 341

Agência 6370, conta-corrente 43935-5.

CHAVE PIX (CNPJ): 03374569000105 

Após o depósito, inserir o arquivo do comprovante no Formulário On-line; e enviar também uma cópia do comprovante junto aos livros, para o endereço indicado no Edital (veja no item 11).


6. A AEILIJ emite algum recibo de pagamento ao serem feitas as inscrições?

* Sim, podemos emitir um recibo nominal ao autor ou à editora, desde que seja solicitado para a Tesouraria, pelo e-mail:

tesouraria@aeilij.org.br


7. Quais as categorias em que posso inscrever minhas obras para concorrer ao Prêmio AEILIJ?

a) Literatura Infantil (categoria que premia os autores dos melhores livros para crianças);

b) Literatura Juvenil (categoria que premia os autores dos melhores livros para jovens);

c) Adaptação ou Reconto (categoria que premia autores de obras adaptadas ou recontadas de clássicos, mitos, contos populares etc. para crianças ou jovens);

d) Conjunto de Ilustrações (categoria que premia a arte dos autores de imagens nos livros).


8. Como saber se meu livro é infantil ou juvenil, para escolher a categoria?

É difícil dizer exatamente onde termina a Literatura Infantil e começa a Juvenil; muito depende da maturidade do leitor. Para termos um parâmetro, admitimos a classificação dos leitores definida pela Profª Drª Nelly Novaes Coelho em seu livro “Literatura Infantil: teoria, análise e didática” (S. Paulo: Ática, 1993).

Os itens a), b) e c) referem-se aos leitores de obras infantis; itens d) e e) aos de obras juvenis.


a) Pré-leitor: a) primeira infância – dos 15/17 meses aos 3 anos

b) segunda infância – a partir dos 2/3 anos

b) Leitor iniciante – a partir dos 6/7 anos

c) Leitor-em-processo – a partir dos 8/9 anos

d) Leitor fluente – a partir dos 10/11 anos

e) Leitor crítico – a partir dos 12/13 anos


IMPORTANTE: não se pode inscrever uma obra nas duas categorias. Não temos a categoria intermediária ou “infantojuvenil”. Defina para qual público deseja direcionar sua obra e inscreva-a na categoria correspondente (ou infantil, ou juvenil). Também não contemplamos a categoria “Tradução”.


9. Consta no Edital que não se pode inscrever livros com mais de dois autores de texto (coletânea). Posso inscrever livros escritos por vários autores, mas que são obras avulsas e não antologias?

* Se a obra tiver mais de dois autores sob um único ISBN, será considerada coletânea, mesmo que não seja uma “antologia”; não pode ser inscrita. Se a obra tiver um ISBN para cada narrativa e para cada autor, sim, pode inscrever-se, mas deverá haver uma ficha de inscrição para cada autor e será cobrada uma taxa de inscrição para cada autor e obra.


10. Quantos livros devo enviar para participar do concurso?

* Quatro exemplares impressos da obra. Mesmo se inscrita em duas categorias (por exemplo, “Texto Literário Infantil” e “Conjunto de Ilustrações”), não é preciso enviar mais exemplares, somente quatro.


11. Para qual endereço devo enviar os exemplares?

* No envelope de envio deve constar:

AEILIJ – A/C de Nireuda Longobardi

R. Nanuque, 432, apto 42 – Vila Leopoldina

05302-031 – São Paulo – SP


12. Como preencher a Ficha de Inscrição?

A ficha de inscrição encontra-se em um Formulário On-line, no Blog do Prêmio AEILIJ de Literatura: https://premioaeilij.blogspot.com/ e o

link do formulário é https://forms.gle/WwRd3LMENPYeieJk6.


13. Posso realizar a inscrição em papel, em vez de preencher o formulário eletrônico?

Não. Este ano, todas as inscrições devem ser feitas on-line.


14. Ao todo, o que devo enviar no envelope ou caixa para inscrever-me no Prêmio AEILIJ?


  • 4 (quatro) exemplares do livro a ser inscrito

  • Cópia do comprovante de pagamento da Taxa de Inscrição (se não for Associado adimplente AEILIJ).


15. Qual o prazo para as inscrições no Prêmio AEILIJ 2020?

* De 02 de outubro de 2021 a 31 de dezembro de 2021.

Obras que chegarem por transportadora depois de 31 de dezembro de 2021, ou cuja data de postagem nos correios seja posterior a 31 de dezembro, não poderão concorrer.


16. Posso enviar os livros por outros serviços de entregas ou transportadoras, que não os Correios? Ou através dos centros de distribuição das editoras?

* Sim. Porém o que vale nesses casos é a data de recebimento da portaria, registrada em nossa planilha. Obras que chegarem ao local após 31 de dezembro de 2021 não terão a inscrição validada.


17. Sou editor e quero inscrever obras de meus autores. Como saber se eles são ou não associados da AEIIJ, para que tenham gratuidade na taxa de inscrição?

* Antes de fazer a inscrição, confira a lista dos associados em nosso site:

http://www.aeilij.org.br/associados


18. Sou editor. Para inscrever obras de minha editora, sem pagamento da taxa de inscrição, a editora precisa ser associada à AEILIJ, ou apenas os autores?

* Não é preciso a editora ser associada. A editora ou o agente literário pode fazer a inscrição de quaisquer de seus autores de textos e autores de ilustrações. Se o autor for associado, a taxa é gratuita. Se não for (veja item 17), a taxa deverá ser paga.


19. Sou editor e desejo inscrever obras de meu autor/autora mas ele/ela está impossibilitado(a) de enviar ou assinar a ficha (viajando / doente / sem acesso aos correios). A editora, o agente ou um coautor podem fazer sua inscrição?

* Sim! Basta um coautor, ilustrador, agente, editor ou funcionário da editora preencher a inscrição no Formulário on-line, representando a autora ou o autor, e enviar os 4 exemplares (junto a uma cópia do comprovante de pagamento da taxa, caso a pessoa não seja membro da AEILIJ).


20. Podem concorrer livros de autores cujo texto é domínio público?

* Sim, mas apenas nos seguintes casos:

a) Se a ilustração for inédita, concorrendo somente na categoria “conjunto de ilustrações”.

b) Se o texto em domínio público for recontado ou adaptado, concorrendo na categoria “Adaptação ou Reconto”. Meras traduções não serão habilitadas.


21. Podemos inscrever um conjunto ou coleção de livros que são vendidos juntos?

* Somente se todos tiverem o mesmo ISBN e se o autor for o mesmo de todas as obras do conjunto.


22. Posso inscrever e-books (livros eletrônicos)?

* Não. O Prêmio AEILIJ contempla apenas obras impressas tradicionalmente.


Entrega dos Prêmios e AGO